A consciência do seu ritmo de sono aumenta a sua performance

15 Soft Skills que tornam o seu currículo aliciante
August 10, 2018
Os vilões do FOCO
August 29, 2018
Show all

No tempo do liceu, ficava triste quando me colocavam na turma da tarde. As minhas notas eram bem mais baixas do que quando as aulas eram de manhã, mesmo que estudasse mais. Levantar as 5 da manhã para fazer seja o que for, sempre me deu imenso prazer. Em contra partida, nunca aguento por muito tempo em pé a eventos noturnos. A meio noite fico de rastos. Agora sei que este é o meu biorritmo. Sou uma pessoa com uma programação biológica para ser mais ativa de manhã. Aprendi isso no livro “ O poder do Quando” de Michael Breus, psicólogo clinico do sono que estuda o cronótipo das pessoas, de acordo com as melhores horas para fazerem as coisas.

Segundo este autor, os horários são biológicos e podem nos proporcionar a liberdade de fazermos o que quisermos com mais energia, se compreendermos a nossa programação biológica. Sugere que existe um horário adequado para cada cronótipo para a refeição, exercício físico, dormir, levantar, produzir, ser criativo etc…, cuja consciência, além de proporcionar uma maior sincronização com as pessoas da nossa relação, aumenta a nossa performance que resulta em mais energia, mais produtividade e satisfação com a vida.

Breus encontra nos seus estudos quatro cronótipos com diferentes programações biológica, medidas através do ritmo do sono. Agrupa-os em quatros tipos de personalidades referenciadas como Leão, Golfinho, Urso e Lobo.

Os Leões começam o dia com muita energia, mas caem para o lado no início da noite. Os Golfinhos que possuem imensas dificuldades de dormir, começam a ter energia a no período da tarde. Os Lobos possuem mau humor de manhã e um elevado pico de energia a meio da tarde. Já os ursos possuem o pico da energia a meio da manhã.

Os Golfinhos passam a noite as claras

Essa categorização estende-se a traços de personalidade. Descreve os golfinhos como cautelosos, introvertidos, inteligentes e com tendência para a neurose. “Eles evitam situações arriscadas, procuram a perfeição, possuem uma fixação pelos pormenores e têm tendência a serem obsessivos e compulsivos. Acordam cansados e tendem a entrar no ritmo apenas no período da tarde, o que lhes tornam mais alertas ao fim da noite e vivem com o problema de falta de sono.”

Esta leitura fez-me lembrar um casal de amigos que ponderavam separar por já não aguentarem o mau feitio um do doutro. “Ela não aquentava mais as noites que ele passava acordado e incomodá-la no seu tão precioso sono. Ele não aquentava mais a sua insensibilidade para com as suas preocupações que por vezes surgiam as duas da madrugada e precisava que ela as ouvisse”. Dei conta de que se tratava de pessoas com biorritmos diferentes, ela um Urso que adora dormir e ele um Golfinho que não consegue dormir. “Se tivessem a consciência disso, talvez pudessem encontrar uma forma de serem mais tolerantes um com o outro, de sincronizar os seus comportamentos de forma que resultasse para ambos,” pensei.

Os Leões são madrugadores

Os Leões são descritos no livro como possuidores de um grande discernimento, estáveis, com sentido prático e otimistas. São pessoas que “dão prioridade à saúde e à condição física, procuram as relações positivas e são amantes do plano. Estão alertas ao nascer do sol e sentem-se cansados antes mesmo do sol se pôr. São mais produtivos de manhã e passam o dia a procurar coisas úteis para fazer, por isso não sentem necessidade de fazer uma sesta durante o dia.”

O livro conta a história de um jovem bem-sucedido profissionalmente e com pouco sucesso entre as mulheres. “Os encontros não costumavam passar da primeira”, queixou-se ele ao médico do sono. Este ajudou-lhe a compreender que a horas que esses encontros ocorriam o seu o biorritmo estava a mandar-lhe para cama. Por isso ele estava com baixa energia e não conseguia dar o melhor de si nesse encontro. “Quem é que quer repetir um encontro com alguém que esteve sempre a abrir a boca e que parece não estar com devida atenção em nós no primeiro encontro? Foi lhe sugerido mudar a hora dos encontros ou fortalecer a energia com um duche frio ou outra forma que funcionar com ele, antes desses encontros.

Os Ursos adoram dormir

Breus descreve os Ursos como cautelosos, extrovertidos, descontraídos e de mente aberta. “Evitam conflitos, procuram uma vida saudável, dão prioridade à felicidade e procuram conforto no ambiente familiar.” Procuram um reforço do despertador, um segundo ou terceiro toque para as auxiliar na sua dificuldade de acordar de manhã. “Se os Ursos pudessem, faziam uma sesta ao fim da tarde” diz o autor, frisando que pessoas com esse cronótipo ficam mais alertas entre o meio da manhã e o fim da tarde e mais produtivas ao fim da manhã.

Uma pessoa com a personalidade de Urso pode ter alguns conflitos com o seu companheiro Leão. Porque Urso é mais relacional e Leão é mais individual. Apenas a consciência dessas tendências nos permitem encontrar um patamar de funcionamento que permite aceitar o biorritmo do outro e encontrar formas de estabelecer ligações fortalecedoras a partir das diferenças.

Os Lobos acordam de mau humor

Os lobos são descritos como impulsivos, pessimistas, criativos e com tendência para o mau humor. O cientista do sono diz que as pessoas com esta programação biológica são mais predispostas a assumir riscos, dão prioridades ao prazer, procuram novidades e reagem com intensidade emocional. “Possuem dificuldades em acordar de manhã, por isso levantam de mau humor e ficam de moral baixo até meio-dia. Estão alertas no início da noite e são mais produtivos a tarde.”

A personalidade do Lobo fez-me lembrar a história de uma rapariga contou durante um almoço numa formação, a propósito de ela não gostar de fazer formações residenciais. Disse que sofreu imenso até encontrar uma amiga que a percebia, com quem se dava lindamente e gostava de viajar. Isso porque as pessoas lhe incomodavam profundamente de manhã, porque levantavam com a eletricidade ligada à língua e começavam a falar. “Irritam-me profundamente as pessoas me dirigirem a palavra logo de manhã”. Na altura achei muito estranho, mas agora sei que ela encontrou o sue cronótipo, e nada melhor que uma personalidade Lobo acordar com outro Lobo. Silêncio total até o sol se mostrar totalmente.

Face ao descrito, eu me enquadro no cronótipo Leão. O meu biorritmo é tipo madrugador que cai para o lado a noite. Sou mais produtiva de manhã, mais criativa a tarde e a noite custa-me manter os olhos abertos.

Leões no seu melhor entre 10 e as 12

O autor sugere aos Leões a pensarem as grandes questões as 7 da manhã. Refere que, entre as 10 e as 12 é a altura que os Leões estão no seu melhor, logo uma boa altura para se mostrarem, género terem encontros. Não admiro que existem muitos Leões solteiros. “Se ocuparem o cargo de liderança, é altura certa para fazerem reuniões” propõe o estudioso do biorrimo. Aconselha este cronótipo a começar a recarregar as baterias a partir das 13 para prolongar a energia ao longo do dia e manter alerta a noite. Um duche frio por volta das 18 é uma das sugestões.

Na sua opinião, os Leões devem evitar forçar resoluções de problemas quando estão sem energia, nomeadamente para o final da tarde, pois esta é uma boa altura para atingirem o potencial de perspicácia e criatividade dado a elevada dispersão que estão sujeitos.

Duche frio para recarregar energia

Uma das técnicas sugeridas pelo psicólogo do sono que já integrei para manter-me desperta a noite é tomar um duche frio antes de qualquer atividade que vai acontecer depois do por do sol. Recarrega-me as energias e deixa-me alerta. Outra sugestão que acatei é fazer exercício por volta das 18 horas, seguida de um duche frio, em vez de logo de manhã. De manhã tenho uma enorme carga de energia, o exercício ativa ainda mais a energia e sou capaz de gastá-la desnecessariamente. Assim, o exercício no final do dia permite recarregar a bateria e manter-me acesa o resto da noite, até as 23, hora que habitualmente entrego-me nos braços do Orpheu, o Deus do sono.

E você, qual é o seu cronótipo?

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *