Os nossos espelhos

Quando abandonamos o processo os resultados abandonam-nos
May 25, 2020
Exaustão profissional no pós COVID-19
June 3, 2020
Show all

“Se identificares esta qualidade no Viana Abreu é porque elas também existem ti”. Sublinhei este momento do Workshop Coaching: Qualidade e Excelência nas Organizações, organizado pelo APCOACHING, da oradora Filomena Barros.


Uns dias depois, pude comprova-la de jure e de facto.Estava numa situação de grupo e identifiquei um certo grau de intransigência nas pessoas. Rotulei-as e coloquei-me na defensiva. A partir daí, tudo que diziam e faziam sabia-me a intransigência e as minhas mandíbulas aguçavam em minha defesa.

O reflexo da minha intransigência


Os momentos foram aquecendo e a intransigência fortalecendo cada vez mais, contagiando todo o nosso redor. Comecei a sentir-me desconfortável. De repente, lembrei-me do conceito ” se estás a ver isso nos outros é porque ele também está em ti” e percebi que eu também estava a ser intransigente, alimentando-o inconscientemente.

Ativar a flexibilidade


Graças a Deus, acordei a tempo de ativar a flexibilidade que existe em mim, com todas as consequências inerentes, nomeadamente dar passagem aos outros, ouvir para compreender em vez de para responder e acima de tudo, valorizar as ideias dos outros.

Dar passagem ao outro

Em pouco tempo, tudo mudou, toda a intransigência desapareceu e o espaço foi preenchido pela flexibilidade. Toda gente estava disponível a dar passagem ao outro. Tornamos uma equipa flexível e funcional. Começamos a fluir como nuvens ao vento. Começamos a remar na mesma direção e chegamos ao nosso destino em grande.

Percebi que o nosso poder está na forma como empoderamos os outros e que, se não estamos a gostar do que estamos a receber, devemos mudar o que estamos a dar.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *